População de Nova Xavantina se mobiliza para vitalizar espaços públicos da cidade

Mutirões diários para a construção de um parquinho comunitário e exibição de filmes na praça mobilizam a comunidade para a ocupação dos espaços públicos com lazer e cultura

Por Maíra Ribeiro

Nova Xavantina/MT – Bambu, corda, areia, madeira, terra, pneus. Estes são os materiais básicos usados na construção do parquinho na praça Dom Bosco, no bairro de Xavantina Velha em Nova Xavantina, Mato Grosso. A iniciativa surgiu a partir da reunião de um grupo de jovens da cidade que queriam realizar uma obra de bio-construção durante o mês de agosto. A ideia era aproveitar o conhecimento dos bio-construtores do grupo Low-Construtores, que estão na região neste período. Na reunião chegou-se à conclusão de fazer um parquinho ecológico numa praça da cidade, pensando no uso público e lúdico deste espaço que se planejava criar.

Mutirão de parquinho na praça, ocupando espaços  e criando brincadeiras

Mutirão de parquinho na praça: ocupando espaços e criando brincadeiras

A bio-construção pode ser entendida como a construção não só de edificações ou mobílias, mas de paisagens sustentáveis construídas por pessoas, fazendo-se valer ao máximo, de forma criativa e racional, dos recursos disponíveis no local, desde o sol e a água até os materiais naturais e reaproveitados encontrados na região.

Após uma reunião na qual se apresentou a proposta, a Prefeitura tem apoiado com materiais e frete. A população tem trabalhado duro todos os dias na construção do parquinho, com a participação da Associação de Bairro de Xavantina Velha. Nos mutirões, pessoas de todas as idades tem participado em tarefas como planejar o desenho do parquinho até construir os brinquedos. O grupo pretende colocar, entre outras coisas, gangorras, amarelinha de pneus, banco de areia, ponte de madeira, campinho para jogar bola, labirinto e tipis, que são construções indígenas norte-americanas, além do balanço que já foi erguido e já está sendo usado pela criançada.

A inauguração está marcada para o dia 08 de setembro com diversas atrações na praça ao longo do dia, como feira de artesanato, oficinas para as crianças e apresentações artísticas. Está prevista ainda na segunda semana de setembro, a realização de palestra e oficina sobre bio-arquitetura com os profissionais do Low-Construtores e do Tibá, no campus da Unemat em Nova Xavantina.

Cinema na praça

Projeto Praça Viva! Cinema Livre começou no último sábado com exibição de filme na praça central de Nova Xavantina

Projeto Praça Viva! Cinema Livre começou no último sábado com exibição de filme na praça central de Nova Xavantina

Começou neste sábado outra iniciativa da sociedade civil xavantinense. É o projeto Praça Viva! Cinema Livre, que realizará exibições mensais de filmes na praça Alencar Soares, no centro de Nova Xavantina. O projeto prioriza filmes nacionais e latino-americanos, documentários ou ficção com caráter artístico-cultural e educativo. A cidade não conta com cinema e tem com poucas opções culturais para a população. No dia 24 de agosto, ocorreu a exibição do filme “Coração do Brasil”, de Daniel Santiago. O documentário brasileiro de 2008 refaz o caminho da expedição Roncador-Xingu até o centro geográfico do Brasil, após cinco décadas.

A próxima exibição está marcada para o domingo 22 de setembro, desta vez contando com o apoio logístico e de equipamentos da Secretaria Municipal de Educação, da Escola Estadual JK e da empresa Café Camarada. Está prevista a exibição do filme “Pi’õ Höimanadzé: a mulher xavante em sua arte”, documentário de Cristina Flória de 2008. O filme trata de um tema pouco explorado da cultura xavante: o universo feminino contado e mostrado pelas próprias protagonistas da aldeia xavante Etehiritipá, na Terra Indígena Pimentel Barbosa.

Imagens: Marcelo Sanches Okimoto e Karina Aparecida Geraldo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *