Livro infantil apresenta fábulas negras e indígenas

Em Num Tronco de Iroko Vi a Iúna Cantar, Erika Balbino vai fundo em nossas raízes.

Um mundo de bruxas, princesas e castelos europeus costuma habitar o imaginário da criança brasileira.

Com um cenário no qual dá-se mais peso à influência europeia, ainda hoje, são em menor número iniciativas de histórias voltadas a este público com material que toma como referência outros modelos culturais, sejam africanos ou indígenas.

Num Tronco de Iroko Vi a Iúna Cantar (Editora Peirópolis), a autora Erika Balbino mergulha fundo nas lendas caboclas, negras e indígenas.

Para completar, o trabalho ainda tem CD com a história na voz da própria escritora e ilustrações do grafiteiro Alexandre Keto, reconhecido em lugares como Senegal, França e Bélgica.

No enredo, dois irmãos descobrem um novo amigo, que lhes apresenta um mundo mágico cheio de mistérios. A capoeira é um destes novos descobrimentos.

Segundo o coordenador do CELACC (Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação) da USP (Universidade de São Paulo), Dennis de Oliveira, que assina o prefácio da obra, “é preciso abrir os olhos e ver” a grande presença de “negros e afrodescendentes que deixaram marcas profundas da sua cultura” no Brasil.

Texto: Miguel Arcanjo Prado

Imagem: Alexandre Keto

Fonte: R7

3 thoughts on “Livro infantil apresenta fábulas negras e indígenas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *