Presidente de associação rural e esposa são mortos após denuncia contra PM’s e políticos do MT

“Será que eu vou ter que ser assassinado para que vocês acreditem e tomem providências”, havia dito a vítima na semana passada.

Publicado por CPT 

Presidente da Associação ASPRONU (Associação de Produtores Rurais Nova União), Josias Paulino de Castro, 54 anos, e sua esposa, Ireni da Silva Castro, 35 anos, foram assassinados neste sábado (16), no Distrito de Guariba, no Município de Colniza. Os corpos foram encontrados crivados de tiros de arma de fogo calibre 9mm, que é de uso restrito

A execução revoltou moradores da região, já que todos sabiam que o casal, ainda neste mês de agosto, havia ido até Cuiabá realizar várias denúncias ao ouvidor Agrário Nacional, desembargador Gercino José da Silva.Segundo informações do site O Pantanal Online, ele teria denunciado alguns políticos da região, por extração ilegal de MADEIRA. Também denunciou a Polícia Militar por irregularidades e órgãos do governo por emissão irregular de títulos definitivos das terras na região.

Por várias vezes, na reunião, Josias afirmou a existência de ‘pistoleiros’ na região e que nunca foram tomadas providências. “Estamos morrendo, somos ameaçados, o Governo de Mato Grosso é conivente, a PM de Guariba protege eles, o Governo Federal é omisso, será que eu vou ter que ser assassinado para que vocês acreditem e tomem providências”, disse Josias no dia 5 de Agosto.

Segundo informações da Polícia Civil de Colniza, os corpos foram encontrados crivados de tiros de arma de fogo 9mm, que é de uso restrito. “Os dois foram baleados na cabeça e Ireni ainda levou um tiro na mão”, disse um policial.

O delegado de Polícia Judiciária Civil, Marco Bortolotto Remuzzi, abriu inquérito e investiga o duplo homicídio. A polícia ainda não tem informações a respeito de quem tenha assassinado o casal.

Veja vídeo feito pelo site O Pantanal Online onde registra a reunião com autoridades em Cuiabá e toda a denúnicia feita pelo presidente da associação:

Foto em destaque: casal encontrado morto na rodovia. Fonte: CPT

One thought on “Presidente de associação rural e esposa são mortos após denuncia contra PM’s e políticos do MT

  1. Miguel

    Que vergonha.
    Que barbaridade
    Que crueldade
    Que desumanidade
    Que selvajaria
    Em pleno ano de 2014 eu como Português ver esta notícia espalhada nas redes sociais.
    Como é possível estas coisas acontecerem num país como o Brasil?
    Porque passam cá para fora que estão muito modernos quando depois nestas terras tem pessoas que vivem como no tem do farweste.
    Que vergonha. Eu vou partilhar isto porque são vidas que se perdem por terem sido ASSASSINADOS por lutarem por uma causa.
    Isso não se faz…não são diferentes dos Iraquianos que matam…como é possível tanta crueldade de tirar vidas humanas por causa da MERDA de dinheiro…esperam-vos o INFERNO
    Agora a lei concerteis não actuará não é?
    Claro foi a Lei que os matou
    Triste e vergonha

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *