Coletores de sementes participam de oficinas para a gestão participativa da Rede

A Associação Rede de Sementes do Xingu realizou cinco oficinas de processos formativos para a gestão participativa entre os dias 08 a 19 de setembro na Região do Xingu-Araguaia.

Por Rede de Sementes do Xingu

As oficinas focaram no diagnóstico e resolução dos problemas dos núcleos de coletores de sementes. A partir da percepção dos coletores quanto ao funcionamento da rede, foram utilizadas perguntas-chave para incentivar o diálogo e discussões, abrangendo os seguintes aspectos: conhecimento e aplicação dos critérios da rede; funcionamento do fundo rotativo; aplicabilidade dos materiais didáticos da rede; monitoramento dos custos de produção; sistema de organização local do núcleo; sistema de comercialização da rede; e qualidade na produção de sementes.

Com a detecção dos problemas foram estabelecidos acordos locais para solucionar ou atenuar essas dificuldades. O conteúdo das discussões nas oficinas foi sistematizado para compor uma árvore, em que as raízes simbolizaram os problemas detectados; o tronco os acordos e soluções firmados; e a copa a expectativa de futuro almejada pelo núcleo.

Entre as principais dificuldades apresentadas pelos coletores, estão a falta de conhecimento para elaborar e preencher as informações de identificação das sementes nas etiquetas; falta de conhecimento dos critérios da rede de sementes; dificuldade na formação de estoque para a casa de sementes; e dificuldade de transporte para a entrega das sementes. Em todas as questões foram definidos acordos para soluções.

Por outro lado, a atividade permitiu a reflexão de coletores e técnicos quanto ao futuro da Associação. Eles planejam uma maior valorização financeira das sementes florestais; implantar pomares de sementes para os coletores; expandir a infraestrutura das casas de sementes; envolver uma maior quantidade de jovens como coletores; e promover a melhoria das técnicas de manejo de sementes para assegurar a qualidade das sementes florestais.

Além das oficinas, foram realizadas atividades de monitoramento técnico de produção de sementes e visitas nas áreas de coleta de alguns coletores, formando grupos em cada núcleo para troca de experiências em coleta, manejo e armazenamento de sementes.

As atividades ocorreram na Cidade de Nova Xavantina; Projeto de Assentamento (PA) Jaraguá (Água Boa); PA Macife (Bom Jesus do Araguaia); PA Manah (Canabrava do Norte); e PA Dom Pedro (São Félix do Araguaia). As oficinas envolveram 61 pessoas, entre coletores de sementes, elos e técnicos relacionados com a iniciativa.

Fonte: Rede de Sementes do Xingu

Imagem: Oficina no PA Dom Pedro, por Associação Rede de Sementes do Xingu/Facebook

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *