Mobilizações de agricultores garantem reunião com INCRA Nacional

Após longo período de espera, pequenos agricultores da região de Conceição do Araguaia, no Pará, conseguiram agendar reunião com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) para o próximo dia 9 de outubro.

Houve bloqueio dos agricultores por 12 horas da rodovia estadual PA-287, e durante esse período a comunicação com o INCRA foi intensa. Assim que o órgão a nível federal apresentou ofício confirmando encontro presencial com os agricultores da região, a estrada foi liberada.

Durante mais de quinze dias a sede do INCRA de Conceição do Araguaia foi ocupada por cerca de 150 pessoas, sendo liberado ontem (31/09), após agendamento de reunião para o dia 9 de outubro com a presença de representante do órgão a nível federal.

A ocupação foi acompanhada de manifestação pelas ruas da cidade e interdição de importante rodovia estadual por doze horas. (Veja os vídeos)

A iniciativa de ocupar o INCRA de Conceição do Araguaia foi motivada por insatisfações de agricultores da região com o órgão do governo. Destacamos alguns pontos, como reclamações à estrutura de atendimento para moradores pobres das áreas rurais, e a existência de inúmeros processos administrativos que se arrastam há anos sem definição, como desapropriações de terras griladas para criação de assentamentos.

Além do acampamento de mais de 50 famílias na sede do INCRA, os agricultores fizeram caminhada pelas ruas de Conceição do Araguaia (29/09) ao mesmo tempo em que entregaram dois ofícios para os bancos da Caixa e Banco do Brasil, com cobranças relativos ao Programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo federal.

O encerramento da mobilização contou com interdição de importante rodovia estadual, a PA-287, que liga o sul do estado ao Tocantins, motivado para cobrar uma resposta do INCRA Nacional frente à reunião proposta pelos agricultores. Com início às 5h da manhã da última terça-feira (30/09), a interdição durou doze horas, e neste intervalo a comunicação com o INCRA foi intensa. A exigência dos manifestantes era que o órgão firmasse compromisso garantindo a sua presença na região para um encontro formal com agricultores e representantes do INCRA local e regional. Assim que o ofício federal foi enviado houve o desbloqueio da estrada.

As mobilizações incluíram agricultores de assentamentos, ocupações e acampamentos de municípios vizinhos, com intermédio do Sindicato de Conceição do Araguaia (STTR) e da Liga dos Camponeses Pobres e assessoria jurídica da Comissão Pastoral da Terra.

Releia nota assinada pelo Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras de Conceição do Araguaia e pela Comissão Pastoral da Terra.

Texto: Ecos de Carajás

Imagem: Internet

Fonte: CPT Nacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *