Reserva Nativa Joinha: área de conservação e berço de estudos no nordeste de Mato Grosso

Por Dandara Palmares/ATV.

A Chácara Joinha, localizada a 500 metros do perímetro urbano de Porto Alegre do Norte (MT),  no Setor dos Buritis, pertence à Associação Terra Viva de Agricultura Alternativa e Educação Ambiental (ATV) e, tem sido, palco de estudos de diversos pesquisadores do país.

Jose Nicola, doutorando em Botânica, pelo programa de pós graduação em Botânica da Universidade de Brasília (UnB), visita a região do Baixo Araguaia com a pesquisa intitulada “Atributos funcionais de sementes de espécies lenhosas e filtros abióticos na semeadura direta e suas relações com as mudanças climáticas”.

Seu campo de pesquisa abrange coleta de vegetais e avaliação da umidade, temperatura e tipo de solo do bioma Cerrado, nas quatro regiões brasileiras (Norte de Minas Gerais, sul da Bahia, nordeste de Mato Grosso e oeste de São Paulo). A pesquisa tem como objetivo geral identificar os meca

Fotos: Arquivo José Nicola/Blog ATV

Fotos: Arquivo José Nicola/Blog ATV

nismos de recuperação do solo, frente às transformações causadas pela interferência humana. No nordeste de mato grosso, em Porto Alegre do Norte – MT, uma das áreas de coleta foi a Reserva Nativa Joinha.

Na chácara Joinha, José Nicola coletou amostras de solo, sementes e colocou um termômetro de solo, para medir a temperatura da terra na região. O termômetro de solo foi fixado no mês de agosto de 2016 e será retirado em fevereiro de 2017.

Valdo da Silva, tesoureiro da associação, expõe: “Há cerca de 15 anos quando a ATV adquiriu a chácara Joinha, nosso objetivo era ter uma reserva nativa, um campo de experimentos e uma área de pesquisa” E acrescenta: “Recebemos estagiários, professores, doutores e cotidianamente os raizeros da região recorrem ao local para coleta de plantas”.

Com o alto índice de desmatamento na região, devido à chegada da monocultura, a reserva é um acervo de plantas e animais, por isso, é frequentada tanto por pesquisadores como por moradores locais, que buscam frutas, plantas, ou simplesmente uma sombra a beira da estrada. 

Fonte: Blog da Associação Terra Viva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *