Saúde na Horta: Sabedoria no uso das plantas que curam e alimentam

 

Por Liebe Lima/AXA

Com o foco na transmissão de conhecimento entre gerações sobre o uso de plantas utilizadas desde a cura, até a produção de alimentos nutritivos e pouco convencionais, o projeto “Saúde na Horta” completa uma trajetória de doze anos de trabalho com a comunidade de São Félix do Araguaia MT. A falta de recursos para as necessidades básicas de alimentação e acesso a serviços de saúde e medicamentos, trouxe a demanda por uma iniciativa que apresentasse alternativas para essa parcela da sociedade. Desta realidade, surge o trabalho com a manipulação de medicamentos à base de ervas, as oficinas com uso de frutos de espécies nativas da região e aproveitamento de materiais diversos com o objetivo de geração de renda.

Viveiro do Saúde na Horta onde são cultivadas as plantas medicinais – Foto: Liebe Lima/AXA

A Pastoral da Criança, onde esta iniciativa nasceu, é formada por um grupo de pessoas leigas trabalhando de forma voluntária, ligadas ao movimento eclesiástico de base comunitária da Prelazia de São Félix do Araguaia. Seu grande diferencial é ter encontrado alternativas em seu próprio meio, recorrendo ao conhecimento popular de raizeiros (as), que ao longo do tempo vêm sendo transmitidos de pais para filhos. Na sociedade contemporânea, estes saberes empíricos e suas práticas foram dando lugar ao conhecimento científico legitimado pela ciência a serviço do mercado farmacêutico e do capital, com custos nem sempre acessíveis.  

Dono de uma das maiores biodiversidades do planeta, o Brasil se configura como a principal nação do mundo neste aspecto e a região Xingu Araguaia com toda sua exuberância e riquezas naturais, abriga os biomas amazônico e cerrado onde estão a origem de muitos princípios ativos vegetais patenteados por corporações e indústrias farmacêuticas para a produção de medicamentos e o conhecimento popular é a fonte de suas “descobertas”. Estes são os valores imateriais de nossa cultura a serem auto-reconhecidos pelas pessoas simples, detentoras destes saberes, nos colocando o desafio de mantê-los vivos.

Xaropes produzidos pelo Projeto Saúde na Horta – Foto Liebe Lima/AXA

Além da produção de Xaropes a partir de plantas medicinais credenciadas pela Anvisa, o Projeto Saúde na Horta também tem a vocação de capacitar a comunidade para seu uso correto, forma adequada de coleta, com os horários do dia em que o princípio ativo da planta está mais aflorado. As frutas do cerradotambém foram tema de oficinas realizadas em São Félix do Araguaia e no PA Dom Pedro, onde grupos de mulheres aprenderam a produzir bolos de macaúba, geleia de mangaba, farinha de jatobá, sorvetes de pequi e muitas outras receitas deliciosas e muito nutritivas.

Oficina de Frutos do Cerrado no PA Dom Pedro – Foto: Acervo ANSA

Atualmente a Associação de Educação e Assistência Social Nossa Senhora da Assunção – ANSA, instituição sediada em São Félix do Araguaia MT, criada em 1974 e que se inspira na missão de Pedro Casaldáliga e da Irmã Irene Franceschini“ Tia Irene”, acolhe o “Saúde na Horta” entre o escopo de sua atuação na região.O projeto é coordenado pela Lucilene Pereira da Silva, uma pessoa que cresceu junto com esse trabalho desde o movimento de base comunitária. Ela conta com a colaboração direta do Alexandre Lima nos plantios e da Sonia Costa Leite na manipulação e produção dos Xaropes indicados como expectorante, para tosse seca e bronquite asmática. O projeto “Saúde na Horta” tem a sua sede funcionando no Centro Comunitário Tia Irene.

Sede do Projeto Saúde na Horta Em São Félix do Araguaia, MT – Foto: Gráfica Printex

O cerrado e a floresta são uma generosa farmácia a céu aberto e para acessar é preciso conhecer e cuidar. Para você que deseja conhecer e aproveitar os produtos que a comunidade em São Félix do Araguaia está produzindo aí vão duas receitas desenvolvidas no projeto.

PUDIM DE LEITE COM JATOBÁ

 INGREDIENTES:

02 latas de leite condensado

02 latas de leite (a mesma medida do leite condensado)

05 ovos

05 colheres de farinha de jatobá

MODO DE PREPARO:

Bata todos os ingredientes no liquidificador, despeje em forma de pudim, já caramelizada. Asse em banho Maria. Quando estiver frio desenforme e cubra com a calda de caramelo. Deixe por duas horas na geladeira antes de servir.

SABONETE

INGREDIENTES:

 

·         Cenoura e Pariparoba;    

·         Sabão de coco indaiá;

·         Glicerina;

·         Lauril;

·         Margarina;

 

 

·         Coador;

·         Papel filme;

·         Vasilha de esmalte;

·         Liquidificador.

 

 

MODO DE PREPARO:

1 passo: organizar todos os ingredientes;

2 passo: cortar em pedaços pequenos a glicerina e o sabão, derreter todos juntos e reservar;

3 passo: bata as cenouras com 100ml de água; depois côa sem deixar passar massa;

4 passo: adicione a suco da cenoura junto ao sabão e glicerina já derretidos, mexer bem;

5 passo: coloque tudo em uma vasilha de plástico e bata bastante com a colher de pau;

6 passo: coloque a essência de sua preferência e mexa bastante;

7 passo: unte a forma com manteiga e despeje o sabonete;

8 passo: desenformar depois que você perceber que já sai da forma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *