Da série: Tem? O que é que tem? – História de Anderson Rijhi

Por Liebe Lima/AXA

 Este é um momento histórico do Brasil, em que a predação irresponsável dos recursos naturais por parte de grupos minoritários, são amplamente respaldados pelas plataformas políticas que representam o agronegócio na gestão do país. Como estratégia para manutenção e ampliação de suas riquezas pessoais através da degradação ambiental que promovem, reproduzem narrativas como esta que diz que “O Agro é POP”.  De outro lado, coloca a luta por direito a terra, justiça social e uma vida digna a todas as pessoas em um patamar de criminalização, assim como os movimentos sociais que reivindicam estes valores da sociedade.

Neste cenário se torna imprescindível contar as belas histórias de luta por dignidade lembradas por quem as viveu. Assim nos tornamos parte delas, suas testemunhas, não só para reproduzi-las e conta-las a outros, mas para mantermos acesas as chamas que nos faz ter esperança e acreditar que juntos, reunidos em torno de uma causa se pode vencer o paradigma da dominação histórica no Brasil. Este que insiste em fazer existir a classe trabalhadora, para ser a base da pirâmide social que serve e provê com sua força de trabalho as riquezas e privilégios para poucos.

Anderson Rijhi faz um relato curto e embuído da alegria de quem venceu e hoje, junto com sua família, trabalha e vive da terra!

Nós somos terra!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *