Histórico

A AXA surge em 2007 do encontro de dois processos sociais que aconteciam na região: a Campanha Y’Ikatu Xingu, trabalho compartilhado por diversas instituições para a recuperação das nascentes e matas ciliares da Bacia do Rio Xingu, que iniciava suas ações em Canarana (MT) em 2006, e, a atuação militante, desde a década de 1970, das organizações sociais nascidas ou inspiradas na Prelazia de São Félix do Araguaia (MT), principalmente a Comissão Pastoral da Terra (CPT), a Associação Nossa Senhora da Assunção (Ansa) e a Associação Terra Viva (ATV).

Desse encontro e da provocação dos assentados, agricultores familiares e indígenas, público alvo do trabalho de todas essas instituições, se articulou a criação de um espaço interinstitucional que ajudaria a otimizar os trabalhos realizados no eixo da BR-158.

O objetivo dessa aliança é mobilizar a sociedade para criar uma alternativa sustentável de manejo da terra, de recuperação de áreas degradadas, e de geração de renda a partir da floresta em pé. Com ações demonstrativas e de sensibilização, empreendimentos sustentáveis. Além da mobilização de grupos e fiscalização das políticas públicas, a AXA visa contribuir para a transformação social incentivando uma nova maneira de de desenvolvimento nas bacias do Rios Araguaia e  Xingu.

logo-ctp-site  logo-ansa-site  logo-terraViva-site  logo-isa-site  logo-opan-site